Operações Especiais (2015) | A Ação com suas Reflexões | Blog #tas

Capa - Operações Especiais (2015) | Ação com suas reflexões | Blog #tas

"Operações Especiais" trazendo Cléo Pires como uma policial civil que precisa enfrentar seus medos. Descubra por quê.


Cleo Pires é a protagonista de Operações Especiais, um filme de Tomás Portela que apesar alguns clichês do gênero ação, possui reflexões sobre motivação e superação. O núcleo principal serão os bastidores da policia civil e seus riscos em torno da profissão.


(Cleo Pires é Francis)
Francis (Cléo Pires) é formada em turismo e trabalha como recepcionista em um hotel no Rio de Janeiro, porém está em busca de algo melhor. A cena inicial em que ela compra uma apostila do concurso, serviu com um prólogo (bem sutil) e já lhe dá ideia do que estar por vir. 

Inesperadamente o hotel é invadido por bandidos e durante o depoimento na delegacia surge o interesse em fazer o concurso público da polícia civil, principalmente pela remuneração proporcionada para aqueles que tem curso superior. O esforço foi valido pois ela consegue ser nomeada.

De início Francis executa trabalhos burocráticos no departamento da polícia civil, mas sua rotina muda inesperadamente, quando é escalada para Operação de Redução ao Crime em São Judas Tadeu - cidade fictícia localizada no Rio de Janeiro. Um choque de realidade causa um grande impacto, principalmente por ela ser a única mulher da equipe. O delegado responsável, Paulo Froes (Marcos Caruso),  ao passar todas as especificações deixou bem claro: "Quem não se sentir apto seria exonerado".


(Cleo Pires e Marcos Caruso)
Uma maratona de desafios surgem e Francis precisa aprender lidar com eles, como: o Bullying da equipe, a insegurança em usar arma, a necessidade de  ser proativa nas missões, as pressões psicológicas, entre outros conflitos que vão sendo aos poucos sendo superados. 

Temos um enredo interessante com cenas de ações envolventes - em especial os tiroteios durante as missões em campo. Porém em determinados, a narrativa desacelera e perde um pouco de seu foco - tendo a impressão que foram colocados ali para completar os 98 minutos de duração. É Indiscutível que a atuação de Cléo Pires e Marcus Caruso são o suporte da trama, os dois passam veracidade em seus personagens, conforme seus psicológicos.


O filme levanta algumas questões interessantes em torno do cotidiano dos policiais civis, principalmente "a ética sendo ofuscada pela corrupção". O delegado Froes deixa bem claro ao afirmar que:



policiais honestos sofrem fortes consequências, quando dançam fora do compasso da máfia

"Operações Especiais" segue os moldes do gênero policial (ação, drama pessoal e superação), cumprindo com o seu papel. Mais uma vez Cléo Pires comprova que seu foco é explorar intensamente o perfil de suas personagens. A evolução de Francis sincronizando o psicológico e com sua força física, foram  bem retratadas, principalmente quando percebemos que sua motivação é baseada na superação.



(Fabricio Boliveira, Cleo Pires e Thiago Martins)



O filme está disponível no catálogo da Netflix e vale a pena conferi-lo. Além de ser uma história interessante, você tem a oportunidade de refletir sobre o que realmente te motiva a superar? 




Ficha Técnica:
Original: Operações Especiais
Direção:Tomás Portela
Elenco: Cleo Pires, Thiago Martins, Marcos Caruso, Fabricio Boliveira
País: Brasil
Ano: 2015

O filme levou:
03 medalhas #tas
(3/5 medalhas #tas)

E você? Qual sua motivação? Deixe seu comentário compartilhe com a gente o que você achou do filme.  Se você gostou desta Review compartilhe com seus amigos e aumente o debate sobre motivação.

Até o próximo Post ;)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.