• Girlboss | 3 Motivos para Assistir | Netflix | Blog #tas

    Capa- Girlboss | 3 Motivos para Assistir | Netflix | Blog #tas


    Confira 03 motivos para você assistir Girlboss, a nova série da Netflix inspirada na biografia de Sophia Amoruso, a fundadora do império Nasty Gal.



    Girlboss chegou chegando. Como esperado, surpreendeu a todos com sua protagonista que despertou amor e ódio do público.

    Tratando-se de "uma obra inspirada em fatos reais, contados livremente", Girlboss irá percorrer a história da "cinderela da tecnologia”, Sophia Amoruso, que aos seus vinte e dois anos de idade decidiu abandonar os estudos e sair da casa dos pais, para descobrir seu lugar no mundo e o sentido da vida.



    Pulando de emprego em emprego, cometendo alguns furtos e revirando latas de lixo para não passar fome, Sophia precisou de um choque de realidade de seu pai para, definitivamente, tomar um rumo em sua vida e sair dessa situação deplorável.
    "Em algum lugar do caminho, você desistiu de si mesma" -Jay, pai de Sophia
    Em um de seus rolézinho em São Francisco, Sophia Amoruso encontra, num brechó, uma jaqueta de couro valiosa sendo vendida por um valor muito inferior. Após pechinchá-la, a futura empreendedora coloca a peça no eBay – empresa de comércio eletrônico – e fatura um valor bem superior que o esperado. 

    Britt Robertson e a jaqueta de ouro | Blog #tas
    (Britt Robertson | Fonte: Netflix Media Center)

    Sua percepção no mercado da moda Vintage, assim como a customização, tornam-se uma estratégia para conquistar novas clientes. Verificamos aí os princípios de inserção da fundadora da Nasty Gal no e-commerce – comércio eletrônico ou virtual.

    #E quem disse que seria fácil?

    Mas se engana quem pensa que o caminho trilhado por Sophia Amoruso seria um conto de fadas. Muitos obstáculos e inimigos surgirão. Dentre ele os defensores da moda Vintage que farão de tudo para tentar sabotar seu negócio. Então, segura essa marimba que vem muita treta por aí!

    E se você já ficou curioso, o blog #tas trouxe três motivos para você assistir Girlboss e embarcar no Mundo de Sophia Amoruso.


    Britt Robertson é Sophia Amoruso fundadora da Nasty Gal | Blog #tas
    (Britt Robertson é Sophia Amoruso | Fonte: Netflix Media Center)


    #Motivo 01 – Uma comédia com pitadas dramáticas

    A atração é uma comédia recheada de confusões e atrapalhadas de nossa protagonista. E prepare-se para ver diálogos com muitos palavrões. Eu ria alto ao ver Britt Robertson com aquela cara de bonequinha, exclamando um f@#*-se. Mas também temos momentos dramáticos na série como o abandono de sua mãe e seus momentos reflexivos sobre sua postura. Bem capaz de você se enxergar em algum deles.

    Ao mesmo tempo que você se irrita com o perfil caprichoso e egoísta de Sophia Amoruso, você também se amolece nos momentos em que ela deixa o orgulho de lado. É admirável vê-la reconhecendo seu erro, pedindo desculpas e se empenhando em não repeti-los, chegando a cativar a todos com essa consciência de que errou.



    Ellie Reed e Britt Robertson iniciando a Nasty Gal | Blog #tas
    (Ellie Reed e Britt Robertson | Fonte: Netflix Media Center)


    #Motivo 02 – Empreendedorismo Digital

    Aqui temos sutilmente mencionados, alguns passos do empreendedorismo digital. Em cada um dos treze episódios, acompanhamos alguns destes elementos sendo utilizados pela visionária da moda Vintage , para sua solidificação no e-commerce. Dentre eles temos:


    -a identificação do nicho;
    -marketing digital;
    -Produto;
    -Preço;
    -Praça;
    -Promoção;
    -e satisfação do cliente


    A resistência em adotar técnicas administrativas, também são abordadas na série. Postura muito comum entre os gestores de mentes fechadas. Porém, ela dá o braço a torcer e passa aplicá-las. Consciente que o alicerce para um negócio de sucesso, é o uso ferramentas e estratégias eficazes.
    "Avaliações no eBay são para sempre."
    Sophia Amoruso correndo com vestido de noiva | Blog #tas
    (Britt Robertson corre para agradar cliente | Fonte: Netflix Media Center)



    #Motivo 03 – As referências da década, Trilha Sonora e Fotografia

    Devido a série focar no passado de Sophia Amoruso, e ocorrer de 2006 em diante, algumas referências da cultura pop da época estão presentes em Girlboss. Uma delas é a cena em que Sophia e seus amigos estão assistindo ao último episódio da terceira temporada de The O.C. e se surpreendem com o destino dado aos personagens Marissa e Ryan - na época também me surpreendi. 

    Câmeras digitais e o MySpace - uma espécie Facebook do passado - são outros ícones presentes na série  inclusive eram febre na época. Eita Nostalgia!

    A trilha sonora possui uma variedade de estilos que vão do soul ao punk rock. E para você sentir esse gostinho, confira a playlist da série Gilboss abaixo:


    A fotografia é outro destaque da série. A temporada é repleta de cores quentes, fortes e atraentes. Algo que agrada nossos olhos principalmente nas cenas externas dos rolézinhos de Sophia nos cartões postais de São Francisco.


    Sophia tirando foto com Casaco | Girlboss | Blog #tas
    (Britt Robertson feat. Jaqueta | Fonte: Netflix Media Center)


    #Impressões

    Apesar de GirlBoss ter uma Sophia Amoruso com um gênio forte, diga-se de passagem, a série conquista com suas sacadas memoráveis. O fórum de discussão dos defensores das peças vintage, é uma delas. Não tem como não rir com os diálogos recheados de vocabulários cybernéticos da época e as sátira do uso de Gifs e Spams.


    "Podemos banir os gifs? São fofos, mas atrapalham"-Fórum dos Defensores Vintage
    Fórum dos Defensores da Moda Vintage | Girlboss | Blog #tas
    (Fórum dos defensores das peças vintage | Fonte: Netflix Media Center)

    Faz tempo que acompanho a carreira de Britt Robertson e sempre gostei de sua interpretação, ela concentra as emoções dos personagens em seu olhar. Infelizmente a maioria das produções em que ela atuou não foram satisfatórias e a estigmatizaram como sem sorte. Mesmo assim, ela sempre deu conta do recado e cumpre com seu papel e em Girlboss não foi diferente. Esperamos que dessa ela decole.


    Britt Robertson em lágrimas na chuva | Girlboss | Blog #tas
    (Britt Robertson concetrada no olhar | Fonte: Netflix Media Center)

    A série possui algumas ressalvas, mas nada que afete sua integridade. Uma delas foi os dois episódios finais que poderiam ter sido reduzidos em um - devidos alguns elementos abordados não terem tanta relevância na historia. 

    Independente disso, é uma série boa, cumpre com o seu papel e garante ótimas gargalhadas e uma montanha-russa de emoções. Só o fato de Charlize Theron ser uma das produtoras executivas da obra, já comprova a credibilidade da produção.


    (Produtora Executiva: Charlize Theron | Premiere Girlboss | Fonte: Netflix Media Center)


    Como toda história tem sua moral, não podíamos esquecer de analisar a mensagem de Girlboss. E nesta primeira temporada foi abordada a importância de respeitar o próximo e a preservação das verdadeiras amizades. Sophia Amorouso reconhece tal importância quando seu negócio é atingindo negativamente, sendo necessária a retratação à todos que ela magoo, conforme mencionei anteriormente. Afinal não é pisando nas pessoas que se cresce na vida.


    Sophia Amoruso e Britt Robertson juntas | Blog #tas
    (Sophia Amoruso e Britt Robertson juntas | Fonte: Netflix Media Center)

    Só esperamos que na segunda temporada, Sophia não seja tão durona como foi nesta temporada. Você não acha? 




    Ficha Técnica:
    Título: Girlboss
    Criadora: Kay Cannon
    Elenco: Britt Robertson, Ellie Reed, Johnny Simmons
    Episódios: 13
    Páis: EUA
    Ano: 2017

    A série Ganhou:


    04 medalhas #tas
    (4/5 medalhas #tas)
    Deixe seu comentário dizendo do que achou de Girlboss e outros pontos que você identificou que não mencionei aqui.

    Se você gostou do artigo, compartilhe nas redes sociais, ajude a divulga o blog e aumentar a discussão sobre Girlboss.


    Britt Robertson na Premiere de Girlboss | Blog #tas
    (Britt Robertson na Premiere de Girlboss | Fonte: Netflix Media Center)

    Lembre-se de se inscrever no blog para receber as novidades em primeira mão.


    Até a próxima o próximo post! 

    Fonte: Netflix Media Center, Spotify.
  • Leia Também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário