Vende-se Esta Casa (The Open House, 2018) | Algo de Errado Não Está Certo? | Blog #tas


Vende-se Esta Casa (2018) é aquele suspense que poderia acontecer com a gente, mas você não colabora. Entenda por quê.

“Seu filme, suas regras”. É comum filmes que tenham este lema dividirem a opinião do público. Uns amam por degustar as sensações proposta pela narrativa, outros odeiam por não gostarem deste estilo e acabam não comprando a ideia. Por mais que pareça estranho, essa divisão torna-se um fator positivo, porque nos deparamos com a diversidade de opiniões e podemos compartilhar essas experiências com moderação. E Vende-se Esta Casa (The Open House, 2018) está no rol destes filmes de “ame-o, ou odeie-o”.

Como aqui no blog, temos a missão de analisar os filmes, desde sua narrativa à proposta do enredo, esta produção não ficaria de fora. Afinal de contas, nada nesta vida é absoluto, muito menos o veredito – não é verdade?

Então chega de delongas e vamos a nossa Review. #Partiu


1-Poderia Ser Com a Gente?

Logan Wallace (Dylan Minnette) é um atleta que tem o objetivo de participar das olimpíadas de 2018. Seus treinos são acompanhados por seu pai, Brian Wallace (Aaron Abrams), e a relação dos dois é muito próxima. Porém este clima de alegria possui bastidores preocupantes, a família Wallace está passando por uma crise financeira. A mãe de Logan, Naomi Wallace (Pierce Dalton), manifesta sua preocupação ao marido, mas o mesmo faz o possível para que o filho não saiba – tudo para não afetar os objetivos do rapaz.

Porém o objetivo do patriarca não perdura, ele morre após um acidente de carro na frente do supermercado que tinha ido com o filho, que testemunhou tal fatalidade. Com a tragédia, a dificuldade financeira da família não podia ser mais escondida – ao ponto de não terem como custear suas dívidas básicas. Diante da situação delicada, a tia de Logan oferece sua casa em um cidade do interior que está à venda, até que eles se organizem financeiramente.


Não havendo outra alternativa, Naomi aceita e junto com Logan se mudam para o local prometido. Apesar da distantância, longe de tudo e de todos, a casa é grande e confortável. Porém a vizinhança é um tanto quanto estranha demais, principalmente por saberem tudo sobre eles – sem um contato prévio. #TensoDemais

A estadia da mãe e do filho ocorre mediante a condição de que aos domingos eles ficassem fora, devido o local ficar aberto para visitação – daí o título The Open House, ou casa aberta em português. E assim a trama vai se desenvolvendo, onde coisas estranhas vão acontecendo, principalmente durante a noite – do desaparecimento de objetos pessoais, à presença de alguém estranho na casa.


2 - O Que que Ele Quer?

Em termos de suspense o filme se desenvolve muito bem. A atmosfera tensa é toda trabalhada no desconforto da presença do estranho e com grande uso Jump Scare – que garantem leves sustos. Não podemos deixar de mencionar a atuação de Pierce Dalton, a mãe de Logan, que consegue transparecer a dor e a confusão da perda do marido, pelo olhar. Outro ponto observado é a postura da personagem no início, meio e fim. Por mais que tenham focado pouco, conseguimos notar as escalas de humor e recuperação do luto da matriarca.

A postura de Dylan Minnette como Logan também é interessante de se observar. O filme deixa bem evidente que o rapaz está passando pela fase de adaptação em ser o “homem da casa”. Diferente do que dizem na internet, não identifiquei uma postura rebelde do rapaz, e sim a fase de recuperação da perda do pai. Se nos colocarmos no lugar de Logan, acharíamos estranho nossa mãe se relacionando com outra pessoa a poucos dias do enterro do pai. Inclusive temos a sabedoria de Logan comprovada, quando o mesmo pede ajuda ao homem que estava flertando com sua mãe – afinal de contas o cuidado e a proteção de quem se gosta, sempre é garantido.



3 - Eu não Vi o Que Eu Vi, Vi?

Assim como em qualquer produção o filme possui algumas falhas. Porém temos que admitir que sem elas, a narrativa não andaria. Um bom exemplo disso é a cena que Naomi afirma uma rebeldia do filho ao confrontá-lo. De certa forma a cena incomoda porque em nenhum momento Logan apresenta atitudes rebeldes, muito pelo contrário, ele se vê responsável pela mãe e está percorrendo a fase de descoberta do papel do homem da casa - como mencionei anteriormente.

4 - Algo de Errado Não Está Certo?

Vende-se Esta Casa segue os padrões de Os estranhos (2008) Quando um Estranho Chama (2006) - sendo que este último também inicia o filme com a cena da protagonista Jill Johnson (Camilla Belle) quebrando o recorde na corrida, semelhante ao Logan (Coincidência?). Aqui o suspense concentra-se no terrorismo psicológico do invasor da casa com o público. Provavelmente se você gostou das duas produções mencionadas, irá gostar desta aqui. Principalmente se for daqueles que degusta intensamente as sensações desconfortáveis de um suspense com serial killers invasores de casa, ainda mais ser for amante de teorias em torno da trama – principalmente sobre o assassino e seu modus operandi

Vale lembrar que Os Estranhos e Quando Um Estranho Chama, dividiram opiniões em seus lançamentos que perduram até hoje - assim como Vende-se Esta Casa.

Agora se você não é fã deste estilo de narrativa, mas queira assistí-lo, aqui vai um conselho: “Assista-o com a mente aberta e fique atento aos detalhe”. Tenha suas próprias impressões e depois compartilhe com a gente sua experiência. Deixe seu comentário  e vamos conversar.

E se você gostou, Compartilhe este post com seus amigos e até mesmo seu crush, que gostam de suspenses sobre invasores de casa. E aumente a nossa comunidade analisadores e amantes de filmes peculiares como este.

Até o próximo post ;)


Ficha Técnica:
Título Original: The Open House
Gênero: Suspense/Terror
Direção: Matt Angel e Suzanne Coote
Elenco: Dylan Minnette, Pierce Dalton, Aaron Abrams, Ethan Cushing, Katie Wlader, Patricia Bethune, Sharif Atkins, Paul Rae
Classificação: 16 anos
Duração: 94 min.
País: EUA
Ano: 2018
O Filme Levou:
(3/5 Medalhas #tas)

Trailer:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.